Vocês acham que a bolsa está barata a 101 mil pontos?

  • . . .
Aprendiz Perguntado em em 7 de outubro de 2019
Estratégias.
Adicionar Comentário
4 Resposta(s)
  • . . .

Mais do que apenas olhar o Ibovespa, eu gosto de olhar para as empresas em geral. Sob essa ótica, eu acho que existem muitas boas oportunidades na bolsa atualmente.

Experiente Respondido em 7 de outubro de 2019.
Adicionar Comentário
  • . . .

Eu diria que está um pouco cara no geral, mas ainda temos boas oportunidades.

O ideal é analisar de forma mais específica e não a bolsa como um todo.

Experiente Respondido em 8 de outubro de 2019.
Adicionar Comentário
  • . . .

Ola Fernando,

Você pode fazer um comparativo da maxima da bolsa em dolares, atualmente nao estamos perto disso, porém estamos nos patamares da maxima historica do ibovespa.
Agora estar barato ou caro, depende da sua estrategia e papeis que quer aportar. Sempre vamos ter alguns papeis com descontos e outros mais esticados. A tendencia com a queda do juro, é uma tomada mair de risco e entrada volumosa de pessoas na bolsa. So para voce ter uma ideia o Brasil tem um percentual de pessoas na bolsa menor do que india e russia ( pares do 3 mundo).
att,
Raphael 
Investidor Respondido em 7 de outubro de 2019.
Adicionar Comentário
  • . . .

Nem barata, nem cara. Eu penso que voce não deve se prender a pontuacao da bolsa. Olhe as acoes individuais pra ver se estão caras ou não. so faz sentido olhar o indice se voce compra algum etf que segue o indice Ibovespa, fora isso concentre se em ver se as empresas que voce se interessa está cara ou barata.  O indice tem muita distorcao.  umas 5 a 6 empresas tem pesos somados que influenciam o indice pra cima ou pra baixo ainda que o mercado em media esteja indo pro lado oposto.  Indice não serve muito de paramentro de mercado.  Se os grandes bancos, Petrobras, Ambev e Vale estiverem em queda no dia, o indice cai ainda que todas as outras empresas que são a maioria estejam subindo no dia.
Investidor Respondido 6 dias atrás.
Adicionar Comentário

Sua resposta