Tenho interesse em investir no exterior via corretora americana. O que devo me atentar ao escolher uma corretora lá? Me interessei muito pela Interactive Brokers. Além disso, quais impactos tributários devo esperar?

  • . . .
Aprendiz Perguntado em em 10 de janeiro de 2019
Ações.
Adicionar Comentário
1 Resposta(s)
  • . . .

Procure uma corretora que seja regulamentada e registrada na FINRA (Financial Industry Regulatory Authority), na SEC e principalmente na SIPC que é o órgão que protege o investidor em até 500 mil dólares caso a corretora vá a falência. Exemplos: TDAmeritrade, DriveWealth, InteractiveBrokers, Avenue.

Você também deve se atentar aos custos referentes à conta na corretora, pois algumas apresentam tarifa mensal, montante mínimo de depósito para abrir a conta, taxa de corretagem elevada, etc. A DriveWealth apresenta os menores custos, sendo que a única despesa vai ser US$2,99 por ordem lançada – mas ela tem uma plataforma simples, então a melhor escolha é algo individual, dependendo de quanto os custos irão impactar seus investimentos. A Interactive Brokers tem uma plataforma ótima e várias opções de ativos, você tem que ver se isso vale a pena no seu caso, pois os encargos são mais elevados do que na DriveWealth (acho que cobra US$10 por inatividade, por exemplo).

Os tributos vão ser de 15% sobre o ganho de capital (com isenção caso você venda até R$35mil por mês) pagos para o governo brasileiro, e de 30% sobre os dividendos retido direto na fonte pelo governo americano (igual para qualquer pessoa que investe em empresas americanas).

Faixa Preta Respondido em 14 de janeiro de 2019.
Adicionar Comentário
  • Perguntas relacionadas

  • Disclaimer

    As respostas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Suno Research. Caso encontre algo que viole os nossos termos de uso, denuncie.

  • Sua resposta