Qual o título público é considerado de maior risco?

  • . . .

Qual o título público é considerado de maior risco?

Investidor Perguntado em em 13 de abril de 2018
Tesouro Direto.
Adicionar Comentário
4 Resposta(s)
  • . . .

A melhor forma de reduzir os riscos já inventada pelo ser humano, e que consegue sobreviver historicamente ao longo dos tempos, é a DIVERSIFICAÇÃO da carteira, no caso dos títulos, com percentuais (preferencialmente semelhantes) de:

  1. Tesouro Selic 2023 (01/03/2023);
  2. Tesouro IPCA+ 2024 (15/08/2024);
  3. Tesouro IPCA+ 2035 (15/05/2035);
  4. Tesouro IPCA+ 2045 (15/05/2045);
  5. Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2026 (15/08/2026);
  6. Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2035 (15/05/2035);
  7. Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais 2050 (15/08/2050).

Verifica-se que com uma parcela alocada em Títulos Selic, você pode resgatar uma parte a qualquer hora (liquidez), com as parcelas em Títulos que pagam juros semestrais, você recebe renda em fevereiro, maio, agosto e novembro, e com uma distribuição de alocação entre os vários anos (2023, 24, 26, 35, 45 e 50) tem-se uma diluição do risco e uma rentabilidade média.

O mais importante não é vencer os outros (superar o mercado) é superar a si mesmo, com uma rentabilidade satisfatória que consiga alcançar seus objetivos realizáveis.

Experiente Respondido em 13 de abril de 2018.
Adicionar Comentário
  • . . .

O título do tesouro direto considerado de maior risco é o prefixado, pois ele é mais volátil em relação às oscilações na taxa de juros, o que é comum no Brasil.

O tesouro Selic é considerado o de menor risco, pois possui toda sua rentabilidade indexada à taxa Selic.

Enquanto que o tesouro IPCA+ é considerado de risco intermediário, pois possui uma parte de sua rentabilidade prefixada, e outra parte indexada ao IPCA.

Recomendo ler esta matéria sobre tesouro direto para você aprender mais sobre o tema.

Abs!

Experiente Respondido em 13 de abril de 2018.
Adicionar Comentário
  • . . .

Depende do tipo de risco.

Se for a oscilação do título no curto prazo, o Tesouro IPCA+ sem cupom de vencimento mais longo possível costuma ser o mais arriscado, pois a sua “duration” é maior do que o restante dos títulos.

Já se for o risco de ter um retorno real negativo no longo prazo, então o Tesouro Prefixado sem cupom é o mais arriscado, pois você trava uma taxa nominal.

O risco de liquidez e calote é o mesmo para todos os títulos.

Falamos mais das características de cada um neste artigo : /https://www.sunoresearch.com.br/artigos/tesouro-direto-guia-explicativo-com-tabela-de-titulos/

 

Faixa Preta Respondido em 13 de abril de 2018.
Adicionar Comentário
  • . . .

São os produtos mais seguros do mercado,  mas se vc ainda quiser algo mais seguro que eles pode fazer uma reserva de valor em ouro. Existem empresas que vendem ouro para esse tipo de reserva e vc pode optar por deixar sob custodia da empresa ou retirar e para guardar em casa

Experiente Respondido em 28 de junho de 2019.
Adicionar Comentário

Sua resposta