Novo Investidor

  • . . .
Respondido

Comecei a investir agora.

Quais dicas vocês poderiam me dar para eu estudar ao longo de 2018 e aplicar ao longo da vida?

Investidor Perguntado em em 11 de janeiro de 2018
Estratégias.
Adicionar Comentário
5 Resposta(s)
  • . . .

Melhor resposta

O primeiro passo é sempre ter suas finanças organizadas. Assim, você poderá avaliar o quanto poderá investir e com qual frequência.
Esta primeira etapa é extremamente importante para identificar seu padrão de vida e seus objetivos.

A partir disso, de acordo com seu objetivo, será identificar seu perfil como investido. Isso poderá variar desde um investidor conservador (focar seus investimentos em renda fixa) até um investidor empreendedor e com um certo apetite para o risco (renda variável).

Seu perfil é o que te guirá sobre o que estudar.

Se você identificar que renda fixa é o caminho, procure materiais sobre o assunto na internet, estude um pouco de macro economia e busque a melhor aplicação no longo prazo.

Se você buscar investir em renda variável,  a Suno tem excelente materiais que vão te guiar desde o incio para começar a investir. Busque os minicursos e artigos que a Suno produz. Além disso, a literatura é sempre um grande apoio. Existem excelente livros sobre investimento que podem te auxiliar nessa empreitada.

Como seu objetivo é “aplicar ao longo da vida”, eu sugiro que, após identificar o seu perfil de investidor, busque estudar sobre o assunto que for de interesse com livros e com o material que a Suno produz (alta qualidade).
É um aprendizado continuo, para o resto da vida, e que trará bons frutos para todo investidor disciplinado.

Investidor Respondido em 12 de janeiro de 2018.
Adicionar Comentário
  • . . .

Acredito que existem dois componentes principais que levam ao sucesso como investidor: o conhecimento técnico e a inteligência emocional.  A minha recomendação para qualquer pessoa que queira investir pensando no longo prazo é de buscar aprimoramento nestas duas áreas.

 

  1. Com relação ao conhecimento técnico, é importante compreender qualquer ativo no qual deseja-se investir, seja ele de renda variável ou não. Esse conhecimento é adquirido através de estudo e dedicação. É interessante que muitas pessoas acham que podem obter sucesso nos investimentos sem esforço, e isso é completamente irreal. O Luiz Barsi deu uma declaração interessante com relação a isso: “Um dia um rapaz que era médico me perguntou: ‘Como eu faço para investir?’ Eu respondi: ‘Você consegue me passar em 15 minutos todo o conhecimento que você adquiriu ao longo da sua carreira como médico?’. Ele respondeu que não seria possível. O mesmo se aplica a investir em ações. Não é possível aprender em apenas 15 minutos o conhecimento necessário para ser bem sucedido ao investir em ações.”
  2. A inteligência emocional acredito que seja o fator mais negligenciado por muitos investidores. Não adianta ter todo o conhecimento do mundo sobre ações se você vai se desesperar na primeira queda mais forte e vender tudo. O ser humano muitas vezes é traído pela mente e eu acredito que esse fator é tão fundamental no sucesso como investidor quanto qualquer outro. Mais especificamente, recomendo que o aspirante a investidor estude um pouco sobre economia comportamental. Um livro fantástico que trata do assunto é o “Rápido e Devagar: Duas Formas de Pensar”, do Daniel Kahneman. Este livro trata de diversos viéses, muitos deles aplicados diretamente ao campo das finanças, que podem levar a uma auto-sabotagem caso o indivíduo não se atente aos mesmos.

 

No mais, é importante ter paciência, disciplina e foco. Em um mundo que tanto venera e divulga a imagem do investidor como um especulador e do mercado de ações como um cassino, o caminho do investimento de longo prazo pode por vezes parecer um pouco solitário, mas não perca de vista os objetivos que o levaram a decidir se tornar um investidor e tenho certeza que irá alcançá-los. Boa sorte!

Experiente Respondido em 12 de janeiro de 2018.
Adicionar Comentário
  • . . .

Estude, nunca siga dicas. Invista para o longo prazo e tenha paciência.

Faixa Preta Respondido em 12 de janeiro de 2018.
Adicionar Comentário
  • . . .

O ideal é começar entendo os conceitos do mundo financeiro, se organizar financeiramente, pagsr todas as dívidas, montar uma reserva financeira que te sustente pelo menos por 6 meses a um ano. Depois começe a investir 10% da renda líquida mensal para se habituar. Durante esse processo estude bastante. Pelo menos de 1h a 2h por dia. Aí sim… Vai se arriscando um pouco mais nos investimentos.

Aprendiz Respondido em 15 de janeiro de 2018.
Adicionar Comentário
  • . . .

Você já tem ótimas respostas aí então serei simples.

1 – Organize suas finanças e faça reserva de emergência;

2 – Aprenda o que é IPCA, CDI, IGPM…;

3 – Estude a renda fixa de todos os modos, CDB, LCI, LCA, TD…;

4 – Estude FII;

5 – Estude ações;

6 – Conte-nos sua experiência após isso.

Sempre estude o que vai fazer, não faça apenas porque alguém falou pra fazer.

 

Experiente Respondido em 11 de março de 2018.
Adicionar Comentário

Sua resposta