Dúvidas de carteira

  • . . .

Olá, pessoal. Sou novo na Suno e no assunto de investimentos, e gostaria de ajuda para montar minha carteira para um valor médio~alto. Estou aprendendo agora e nunca investi, então planejei algo em torno de:

30% RV, distribuído entre as Carteiras Recomendadas de Dividendos, Valor e FII (10% cada);
70% Tesouro:
-50% IPCA
-20% Prefixado
A ideia é aumentar gradativamente a porcentagem em RV, conforme eu for adquirindo conhecimento no assunto. Desta forma, se os negócios estiverem indo bem, os 20% prefixados serão para curto prazo, e em 3 ou 4 meses já estarão em RV. Pensei em préfixado devido este curto prazo, acreditando que a inflação não vá alcança-lo até lá.
Após isto, começaria a reduzir o Tesouro IPCA para 30% em médio prazo e, em longo prazo, para 20%, mantendo como reserva. Sempre tentando vender os títulos em alta (marcação a mercado).

O cenário final, daqui 2 ou 3 anos, seria 20% em Tesouro, 30% em Dividendo, 30% em Valor e 20% em Imobiliário. Claro, se ainda forem boas opções até lá.

Dúvidas:
1) Esta estratégia funciona? Ou estou viajando? Hahaha! Alguma sugestão de ajuste?
2) Para os 30%, o quão diversificado deve ser? Por exemplo, 3 opções em dividendo, 3 em valor, 3 em FII? Ou mais? Até quanto vale gastar em taxa de corretagem, considerando que o valor investido no início não será tão alto, e que mensalmente aumentarei os investimentos a partir da redução do Tesouro?

Obrigado!!

Aprendiz Perguntado em em 3 de julho de 2019
Carteira.
Adicionar Comentário
5 Resposta(s)
  • . . .

Sobre a dúvida (1): Acho que você tem que fazer o que se sente seguro, se atualmente não considera apropriado para investir a maior quantidade em renda variável, então, não invista. Não dá para alguém falar para você mudar esse planejamento porque a oportunidade atual está na renda variável se você não vai conseguir dormir bem toda noite preocupado com o que possa acontecer. Cada um tem um perfil diferente, siga o que você acha melhor para você. Pode fazer besteira ou depois de um tempo perceber que deixou uma oportunidade passar? Com certeza! Mas lembre-se, de tudo nós levamos aprendizado para a vida, a questão é você aprender com seus erros e melhorar com eles 😉

 

Dúvida (2): Não existe número exato de quanto você deve ter de ativos, depende (também) de cada pessoa. Mas, às vezes algumas pessoas saem comprando várias ações porque falam que é preciso diversificar para não correr riscos e coloca uma ações bem meia boca na carteira sem necessidade. Gaste em corretagem o valor de até 1% do seu aporte em cada ação.

Investidor Respondido em 4 de julho de 2019.
Adicionar Comentário
  • . . .

Oi Micha, entendo perfeitamente, obrigado pela resposta. Como eu nunca acompanhei o cenário de investimentos (o dinheiro ficava parado em poupança), da um certo receio, acredito que pelos mitos espalhados sobre a RV. Inclusive, tenho exemplos na família em que houve alta desvalorização, mas que foram em baixo valor. A ideia das perguntas é ter uma noção se estou dentro do que é “possível” fazer, e com boa perspectiva, ou se estou fora das recomendações. Principalmente porque eu montei está carteira sozinho (ate tenho uma sugestão de corretora, mais agressiva, toda baseada em fundos, mas algumas pessoas me convenceram a não aceitar e fazer eu mesmo).

Aprendiz Respondido em 4 de julho de 2019.
Adicionar Comentário
  • . . .

Acho interessante o fato de você começar com pouco na RV e ir aportando conforme você adquire conhecimento – nem todos tem o mesmo apetite para volatilidade, e ainda bem que somos diferentes – fazendo isso você já está na frente de 99% dos brasileiros, eu só não aportaria esse dinheiro que você vai utilizar no curto prazo no TD prefixado e IPCA, esses títulos sofrem marcação a mercado e não tem um rendimento fixo como o nome diz, então no momento de fazer o saque você pode ter uma surpresa e ver o valor do título menor do que você investiu nele. Para reservas de oportunidade eu deixo o dinheiro no tesouro Selic e em CDBs de liquides diária 100% do CDI, são ativos que não te dão um retorno extraordinário e nem irão te deixar milionário, porém eles cumprem com seu papel na carteira, que seria remunerar esse capital um pouco acima da inflação e possuir liquides.

Espero ter ajudado. Sucesso nos investimentos!

Experiente Respondido em 4 de julho de 2019.
Adicionar Comentário
  • . . .

Obrigado, Iago, ajudou sim… Entende que essa divisão seria melhor?

20% ipca (buscando longo prazo)

30% selic e/ou cdb

20% prefixado, visto que as taxas estão caindo e pretendo usar em 3 meses, ou seja, possivelmente vendendo o título valorizado. Caso nao valorize, retiro primeiro o Selic e seguro este mais um tempo.

O mesmo neste prazo muito curto não acha recomendável o pré?

Aprendiz Respondido em 4 de julho de 2019.
Adicionar Comentário
  • . . .

Os juros futuros e o ânimo do mercado são coisas determinadas por acontecimentos externos que você não possui o controle, e também não consegue prever, por isso eu prefiro ter a certeza que quando a oportunidade surgir eu estarei preparado para aproveita-la. Porém como eu falei anteriormente, todos somos diferentes e possuímos visões diferentes sobre os assuntos, eu prefiro ter essa previsibilidade de aporte, caso faça sentido para você correr um pouco mais de risco não tem problema nenhum, você só precisar ter claro na sua cabeça os riscos que está correndo para não se desapontar lá na frente.

 

Tenha em mente que todos comentem erros, e aqueles que ainda não cometeram irão em algum momento. Isso é normal, faz parte da jornada, você só não pode abaixar a cabeça e desistir.

Experiente Respondido em 4 de julho de 2019.
Adicionar Comentário
  • Perguntas relacionadas

  • Disclaimer

    As respostas são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião da Suno Research. Caso encontre algo que viole os nossos termos de uso, denuncie.

  • Sua resposta