RE: RELAÇÃO ENTRE O BALANÇO PATRIMONIAL, DRE E DFC

. . .

Prezados, bom dia. Qual a relação entre esses demonstrativos Balanço Patrimonial, Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE) e Demonstrativo de Fluxo de Caixa? Poderia mostrar isso na prática? Digo isso porque já assisti videos e comprei livros sobre contabilidade, mas ainda não consegui ver de forma didática a relação entre as contas. Por exemplo: Já que a DRE e balanço patrimonial são regidas pelo regime de competência, o lucro de um período após a distribuição de dividendos não deveria aumentar o PL? Outro exemplo: Já que o DFC mostra a variação do caixa, esse valor não tem que ir pra algum lugar? Digo, se a variação foi negativa em 10 no DFC na conta investimentos em imobilizado, esse valor não deveria ser creditado em 10 no balanço patrimonial na conta imobilizado? Já me debrucei sobre os releases da Grendene (apenas para efeito de estudo já que o Thiago afirmou serem mais didáticos), mas os valores nunca fecham. Será que os valores dos releases são aproximados e por isso osnão batem ou me raciocínio está errado? Desculpe me alongar demais na pergunta. Desde já agradeço a atenção e disponibilidade, Diogo Matos

Buddy_Holder Aprendiz Perguntado em em 23 de maio de 2018 Ações.
Adicionar Comentário
5 Respostas
  • . . .

A DRE, Balanço Patrimonial,Fluxo de Caixa e demonstração sobre Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) são interligados.

No final das contas, Ativos devem sempre se igualar aos Passivos mais Patrimônio Líquido.

Então qualquer aumento ou redução em alguma conta desses grupos (Ativo, Passivo, e PL) devem ser compensados em outras contas, de forma a manter o balanço equilibrado.

Sobre as suas perguntas:

    1. E aumenta, através das contas de reservas de lucros. Contudo, a empresa pode pagar dividendos ou recomprar ações com o dinheiro que já estava em caixa e no agregado, o PL diminuir. Existem também mutações no PL que não “fluem” pela DRE, mas somente pelo resultado abrangente. Sugiro você olhar uma DMPL

 

    1. Sim. A DFC mostra a variação da conta de caixa e equivalentes de caixa, presente no ativo circulante.

 

    1. Sim, mas pode ter ocorrido baixas contábeis, transferências de ativos. Você vê essas movimentações nas contas principais nas notas explicativas. Mas não confunda regime de competência com regime de caixa.

 

Tentar fechar a conta “na mão” é muito difícil, devido a inúmeras transações contábeis. Mesmo com todos os dados das demonstrações e as notas explicativas, pode não conseguir.

Mas não acho que isso seja relevante. Deixe para os contadores.Existem dezenas de pronunciamentos contábeis. A sua função como investidor é apenas analisar as demonstrações.

 

Faixa Preta Respondido em 23 de maio de 2018.
Adicionar Comentário

Sua Resposta

Ao postar sua resposta, você concorda com a política de privacidade e ostermos do serviço.