RE: Os FIIs de shoppings vem sofrendo bastante com a crise… vocês acham mesmo que o home office veio para ficar e vamos abandoná-los?

. . .

Até agr desvalorização de 22%, contra 13% do IFIX

Rick Marques Aprendiz Perguntado em em 31 de agosto de 2020 Fundos Imobiliários.
Adicionar Comentário
2 Respostas
  • . . .

O setor de shopping foi, diretamente, impactado pela crise, pois seu fluxo está diretamente vinculado ao movimento de pessoas e mercadorias. Então, sua recuperação está limitada ao retorno às atividades de seus inquilinos e restrições impostas pelos respectivos protocolos. Já o setor de lajes, foi mais afetado por questões de recisões/renegociações de seus inquilinos. O home office, no Brasil, precisou antecipar estágios de sua maturação, por causa da pandemia. Nesse contexto, muitas empresas não estavam preparadas nem previam seu uso e devem estar avaliando seu impacto. Entretanto, percebe-se que há atividades que podem migrar, sem maiores prejuízos, para esta modalidade, enquanto outras que necessitam de maior interação entre equipes ou uma infraestrutura mais robusta, permanecerão com necessidade de espaço corporativo. Além disso, medidas de distanciamento social implicarão em maiores distâncias entre estações de trabalhos em escritórios que, mesmo realizando atividades em modalidade parcialmente remotas, poderão utilizar ambientes com mesmas ou maiores dimensões para suas equipes de escritório. Desse modo, entendo que haverá convivência de ambas as modalidades, presencial e remota, nas instituições.
Investidor Respondido em 31 de agosto de 2020.

Perfeita a análise. Compartilho da msm ideia. 

O homeofice facilita as coisas, mas é muito difícil imaginar um mundo sem o contato presencial. Apesar da queda, estou confiante com os FIIS.

em 31 de agosto de 2020.
Adicionar Comentário

Sua Resposta

Ao postar sua resposta, você concorda com a política de privacidade e ostermos do serviço.