RE: Boa Tarde Desculpe a ignorância… O Valuation é um dos meios de “avaliar corretamente” o preço de um ativo por meio de informações fundamentalistas do presente e passado, só que com resultados subjetivos!

. . .

Desculpe a ignorância como comentado!

Comecei a pouco tempo a me interessar sobre investimentos e percebo que todos possuem as mesmas chances de sucesso, acesso a informações e etc, claro, algum conseguem ferramentas que os fazem ganhar vantagens sobre os outros, porém todos possuem as mesmas chances novamente  de obtenção dessas ferramentas .

Uma delas é o Valuation, uma ferramenta que até onde entendi, a grosso modo, tende a  avaliar se o preço de um ativo esta justo e ou correto e o quanto ele poderá valer, ou seja, ele bem fundamentado conseguiria nos dizer, se o que estou comprando hoje está justo (saindo das questões de escolha de ativos, apenas focando no preço) e mais detalhadamente conseguindo SUBJETIVAMENTE nos “prever” o futuro(:D), podendo nos dizer o quanto o ativo de hoje, estaria valendo daqui ha algum tempo, que é a maior e melhor informação que um investido poderia ter!

Seguindo a lógica de que as informações obtidas são subjetivas, onde cada um que fizer o Valuation de uma determinada empresa estará, mesmo que se utilizando de informações fidedignas,  supondo futuros resultados? Podendo sim estar certo ou não! Mais voltando a o que sempre escuto que é, não tente prever o futuro!

Ai me pergunto, até onde é interessante você se utilizar de um Valuation, onde para a execução dele você tem que supor números para encontrar resultados subjetivos! Histórico de quem o realiza? Mesmo sabendo que pode dar errado algum dia? Esquecendo de artifícios que nos ajudam a minimizar riscos….

Quero/Queria aprender Valuation, mais me deparo com essa dúvida… Desculpe se de alguma forma falei besteira ou “merda”…

Mais não vejo vantagem de aprender algo que teoricamente vai me ensinar a conseguir resultados que seriam subjetivos…

Exemplo bem simplório:

Eu fazendo o Valuation de uma mesma empresa que Warren Buffett, e o resultado “correto” ou mais próximo, sendo o meu! Pode acontecer? Claro! Pq não?  Em uma pesquisa que lí na Suno, se não me engano, macacos acertaram uma carteira de empresas melhor de que grandes investidores! Assim, até onde o Valuation realmente é importante e confiável?

Desde já, muito obrigado pela atenção e desculpe qualquer coisa!

ps: Parabéns pela ideia de Suno Respostas! Acho muito, mais muito bom mesmo!

Att.

Lineu Zanetti Jr.

Lineu Zanetti Jr. Aprendiz Perguntado em em 1 de novembro de 2019 Ações.
Adicionar Comentário
1 Respostas
  • . . .

A sua observação está correta: o valuation é subjetivo. Isso significa que é preciso ter muito cuidado, e ser conservador nas premissas utilizadas, para evitar um resultado excessivamente otimista. Além disso, para isso existe o conceito de margem de segurança: o ideal é você tentar comprar empresas que estejam consideravelmente abaixo do valor que você acredita que elas valem. Isso vai dar uma margem maior para que, mesmo com uma avaliação imprecisa, você ainda possa ganhar dinheiro.

 

As estimativas quanto ao futuro são feitas tanto em base quantitativa quanto qualitativa: o histórico da empresa deve ser levado em conta, mas também devem ser levados em conta fatores como o setor em que ela se encontra e suas possíveis disrupções, qualidade da equipe de gestão, vantagens competitivas, barreira de entrada, etc.

 

Mesmo com um valuation realizado com cuidado, e mesmo comprando com margem de segurança, as coisas ainda podem dar errado, claro. Por isso, é importante ter uma carteira diversificada.

 

O valuation é uma ferramenta importantíssima, mas não é perfeita. De qualquer forma, ainda julgo ser a melhor maneira de tentar encontrar boas empresas a preços interessantes. “É melhor estar aproximadamente certo do que completamente errado.”

 

Quanto ao “monkey stocks”, é preciso ressaltar que o mercado é irracional no curto prazo. As boas ideias de investimento podem levar anos para se concretizar. Você pode encontrar carteiras aleatórias que ganhem do mercado em um período curto, como alguns meses ou até poucos anos, mas vai ser muito difícil encontrar alguma que derrote o mercado (e, mais ainda, uma carteira selecionada de bons ativos) no longo prazo.

Experiente Respondido em 3 de novembro de 2019.
Adicionar Comentário

Sua Resposta

Ao postar sua resposta, você concorda com a política de privacidade e ostermos do serviço.